Menu

Mais resultados ...

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Search
Close this search box.
PUBLICIDADE

Gato ou onça? Felino de estimação é confundido com jaguatirica em BH

Avaliado em R$ 7 mil, gato da raça bengal foi deixado em mata pelos bombeiros após ser confundido com uma “pequena onça”

Gato bengal: animal tem valor de R$ 7 mil no mercado brasileiro (Bruno AzuLay/Getty Images)

Na noite desta terça-feira, 10, uma gata foi resgatada após ter sido confundida com uma jaguatirica e solta em uma mata em Belo Horizonte.

Segundo o G1, ela foi descrita pelos condôminos como “agressiva” e “não apresentava evidências de que poderia ser de estimação”. Ao chegar, os bombeiros perceberam que não se tratava de uma onça, mas descreveram o animal como um “gato-do-mato”.

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais (CBMG) foi acionado na manhã de terça-feira (10) para capturar um filhote de onça que, na verdade, era uma gata.

A gata, chamada Massinha, é da raça bengal, conhecida como “gato de Bengala”, que pode custar até R$ 7 mil reais. A confusão quando o animal fugiu de casa.

Como algumas características desta raça se assemelham às de uma onça, alguns vizinhos, ao notarem a gata circulando pelo condomínio, se assustaram e avisaram o porteiro, que acionou os bombeiros.

Ao chegar ao local, os bombeiros localizaram o animal e logo perceberam que não se tratava de um filhote de onça. Mesmo assim, acreditaram ser um gato-do-mato, uma espécie silvestre e não doméstica.

Valor do gato é de R$ 7 mil

Eles capturaram o felino com uma rede e o liberaram em uma mata nas proximidades. Mas, na verdade, o bicho era Massinha, uma gata de estimação da raça bengal, avaliada em R$ 7 mil.

Ao perceber a confusão, o dono Rodrigo Calil e membros da ONG Grupo de Resgate Animal se reuniram para tentar encontrar Massinha. Eventualmente, eles conseguiram achar a gata com ajuda de uma câmera térmica.

Reprodução/ CNN Brasil

“Ela deveria ter sido levada para o Ibama e passado, no mínimo, por uma microchipagem porque ela tem um microchip com todos os meus dados”, disse o dono ao G1. “Foi um dia surreal, um dia que fiquei indignado com vários erros sucessivos, um dia de exaustão.”

“O animal foi capturado de forma segura e solto em local mais afastado de tal perímetro urbanizado conforme o protocolo padrão para ocorrências envolvendo animais silvestres. Ainda de acordo com os bombeiros, não havia coleira ou outra identificação visível”, disse o Corpo de Bombeiros em nota.

Compartilhe nas redes sociais

0 0 votes
Article Rating
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks Inline
Ver todos os comentários
TALVEZ ESTEJA PRECISANDO

Notícias Relacionadas


PUBLLICIDADE

PUBLLICIDADE

Categorias


PUBLLICIDADE
TALVEZ ESTEJA PRECISANDO


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Veja Muito Mais