Menu

Mais resultados ...

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Search
Close this search box.
PUBLICIDADE

Como criar macro-algas desejáveis em aquários?

Criação de macro-algas desejáveis

Geralmente, um aquário plantado cheio de algas pode ser classificado como um refúgio atraente. Macro-algas se desenvolvem bem em uma ambiente bem iluminado e com boa salinidade, como lâmpadas luz do dia (independentemente de se as luzes estão T5, PLs ou hqis) em um intervalo de 5000 – 10,000 K. Um aquário plantado, como um refúgio, também precisa de nutrientes para prosperar.

As algas podem ser transplantadas para novas áreas do tanque, unindo pequenos segmentos de substrato ou nas rochas viva. No entanto, muitas macro-algas se desenvolvem melhor quando posicionadas diretamente na areia. (ver quadro 2 para uma lista comum de algas e seu posicionamento em um sistema). Os fragmentos podem ser unidos com cola ou, simplesmente, delicadamente prendendo-os em local com barbante ou linha de pesca. A depender da espécie, a adesão poderá demorar semanas.

Posicionamento das algas de refúgio e decorativas

Um tank que vc pode observar pela internet é o tank de DinhoS Reef posicionado ao ar livre, com uma cascata cheia de algas e rochas que auxiliam a filtragem do tank . Na parte de cima tem um aquário manguezal, ontem tem varias algas, plantas e sementes do mangue que também auxiliam na filtragem e no abrigo de micro vida que enriquece o sistema por completo .

Algumas dicas de algas .

GêneroNome comumRochaAreiaFlutuando
CaulerpaCaulerpaxx
Halimedacactus algaexx
Udoteamermaid’s fanx
Penicillusmerman’s brushx
Ochtodesblue ball algaex
Gracilariatang heavenxx
Botryocladiared grape algaex
Chaetomorphaspaghetti algaex
Acanthophoraspiny seaweedx
Halymeniadragon’s tongue algaex
Ulvasea lettucex
SargassumSargassum seaweedxx

Sistemas compostos de macro-algas servem como excelentes habitats para cavalos-marinhos, peixes-palhaço, gobies, camarão pistola e outros peixes de aquário e invertebrados. Dois ecossistemas particularmente interessante contam com algas: as florestas de algas de água fria na costa da Califórnia, e o Sargaços no Atlântico. Macro-algas também são importantes na renovação de nutrientes nos ecossistemas de recifes de corais, e desempenhar esse papel no leito dos recifes quando as plantas verdadeiras estão no período de dormência no inverno.

Uma floresta de algas é um ecossitema que raramente é reproduzido em aquários devido a sua necessidade de aquários muito grandes, extensas de refrigeração e de acesso à luz intensa. Um dos tanques que reproduzem esses ambientes é o Kelp Forest na exposição de Monterey Bay Aquarium, podendo ser observado ao vivo pela internet. Esta floresta é o lar de muitos peixes de água fria incluindo o Garibaldi, bodião de todas as cores e as listras, anêmonas, tubarões, enguias entre outros. Uma configuração que recria esse ambiente pode ser classificado como aquário avançado. Há também um display de algas em pequena escala ao vivo (fotos abaixo) no Vancouver Marine Science Center, em Vancouver, no Canadá, que é mais longo da escala do que poderia ser realizado em um ambiente de aquário em casa.

Macro-algas: Benefícos e Beleza

Além das algas indesejáveis e algas voluntárias, alguns gêneros úteis e decorativos estão disponíveis no comércio hoje. Tanto Sargassum quanto Halimeda, que muitas vezes são voluntárias, podem ser belas peças de decoração num reef. Halimeda é uma alga calcária, que possui mais de cálcio, magnésio e alcalinidade em seu organismo do que outras algas, por isso a atenção deve ser redobrada a estes níveis de manutenção, quando há presença de bastante corais e Halimeda no sistema.

Para o refúgio, Ulva (alface do mar), Chaetomorpha (algas espaguete) e Gracilaria, todas são excelentes exportadoras de nutrientes e também servem como alimento para os herbívoros e copépodes. Todas as três podem ser cultivadas em um refúgio, sem se preocupar com alta circulação, mas seu metabolismo será melhor quando são constantemente expostas a luz e nutrientes. Todas as três algas podem tolerar níveis baixos ou altos de iluminação, e pode viver em tanques com pouca ou muita salinidade como no caso de tanques de quarentena e hospital. No caso de Chaetomorpha, seu único inconveniente, é a capacidade de se fragmentar em pequenos segmentos durante um evento típico sexual. Fragmentos de Chaetomorpha muitas vezes são liberados por todo o sistema podendo obstruir bombas causando inundações. Para evitar que isso ocorra, realize podas com freqüência da Chaetomorpha, rotineiramente agite para liberar quaisquer detritos aprisionados o que poderá interferir na captação de luz.

Ochtodes (algas bola azul), Acanthophora (spiny), Botryocladia (uma das algas em cachos de uva) e Halymenia (língua de dragão) também pode ser utilizadas como objetos decorativos em um reef. No entanto, estas não são algas adequadas a ambientes de recifes marinhos. A medida que o uso das macro-algas se torna mais comum nos tanques, podemos descobrir mais conhecimento para a sua manutenção. Também é possível construir um aquário marinho plantado destinado apenas a macro-algas. Como por exemplo um tanque com espécies de Caulerpa, porque não haveria risco das algas cobrirem os corais.

Compre algas para seu novo Aquário.

Compartilhe nas redes sociais

0 0 votes
Article Rating
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks Inline
Ver todos os comentários
TALVEZ ESTEJA PRECISANDO

Notícias Relacionadas


PUBLLICIDADE

PUBLLICIDADE

Categorias


PUBLLICIDADE
TALVEZ ESTEJA PRECISANDO


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Veja Muito Mais